Bíblia do Caminho Testamento Xavieriano

Sementeira de paz — Mensagens familiares do Prof. Arthur Joviano (Neio Lúcio) e outros


1


Um ano novo é sempre nova dádiva de Deus

02/01/1946


1 Meus caros filhos, que Jesus abençoe a vocês, concedendo-lhes muita saúde e paz no caminho da luta purificadora.

2 Nossa generosa amiga Engrácia está presente, desejosa de escrever algumas palavras ao Mário, entretanto, com a sua gentileza de sempre, cedeu-me lugar para fazer-lhes boas-vindas pelo 1946 entrante. n Um ano novo é sempre nova dádiva de Deus. 3 Em verdade, o homem detém possibilidades de efetuar vastíssimas aquisições na experiência terrestre. Contudo, a par de outros valores do espírito eterno, é imprescindível considerar que o tempo, a oportunidade, a probabilidade de fazer, o ensejo de edificar vêm, de fato, das divinas mãos. 4 É por isso, meus filhos, que, cumprimentando a vocês pela passagem do ano velho e chegada do novo, não nos limitamos a simples votos de felicidade, em obediência ao antigo realejo das convenções terrestres. Referimo-nos à felicidade da paz legítima que procede do dever bem cumprido, das obrigações aceitas e executadas com boa vontade e amor. 5 Desse modo, rogo a Deus lhes conceda um 1946 repleto de ensejos benditos de realização da Vontade Divina. Que os dias renovados tragam a vocês muita alegria, muita paz e venturas, acentuando-lhes, porém, o gosto de cooperar no bem, no trabalho sadio que opera o Cristo no silêncio dos que sabem construir em fundamentos eternos. 6 Que todos vocês edifiquem, pouco a pouco, embora, a casa da fé viva sobre a rocha da compreensão verdadeira do Pai pelo amor e serviço aos semelhantes. Busquemos aproveitar os anos de trabalho, valendo-nos da primavera dilatada de nossas forças e esperanças. 7 Há muitos lavradores que sabem erguer formosos lamentos e doridas queixas ao fim do dia. Raros, todavia, sabem valorizar as “horas da luz” para a semeadura das boas sementes e preparação da colheita. Enceleiremos para a eternidade. 8 Não nos detenhamos ao pé das flores. Há muito perfume que poderia absorver-nos grande porção de tempo se conferirmos às suas ondas deliciosas algo mais que o respeito e a admiração justos. Procuremos frutos sazonais que nos alimentem o espírito imortal.

9 Após encerrar o 1945, felicito a vocês pelo muito que realizaram e formulo votos para que o ano presente lhes seja mais abundante ainda de edificações imorredouras. Para esse santificado serviço, não lhes faltarão o recurso celeste, a bênção de Mais Alto, a inspiração das forças divinas, a proteção paternal de Deus. 10 De uma realidade podem estar certos: ao que trouxer boa vontade no serviço cristão Jesus dará o resto. Não se preocupem, portanto, em demasia, em face das questões e problemas da Terra. Tragam o coração habilitado a receber as bênçãos do Mestre e essas bênçãos não se farão esperar. Que o Céu ampare a todos vocês é o que desejo de coração.

11 Rômulo, o surto gripal que surpreendeu a você e Maria, nesta semana, atacando-lhes as regiões orgânicas mais vulneráveis, foi agravado pela umidade do ambiente. n As chuvas mais abundantes dificultaram as melhoras mais rápidas, entretanto, continuem com os medicamentos e os passes, confiados no bem que receberão. Felizmente, a posição de ambos é muito melhor nas últimas vinte e quatro horas.

12 Nesta altura do assunto, abro parêntesis para considerar que os benfeitores da humanidade têm conseguido bastante evitando a “gripe da guerra” entre as nações. Creiam que esta ainda não apareceu. Peçamos a Jesus para que o perigo seja, de fato, anulado, porque, efetivamente, as probabilidades prosseguem de pé.

13 Cumprimento à Wanda pela satisfação íntima no seu novo campo de trabalho. n Espero que a sua carreira funcional seja muito brilhante, com muita experiência útil e boas compensações que lhe dilatem o estímulo. Todo o incentivo vem de Deus, podemos repetir aqui, recordando a palavra do apóstolo sobre a boa dádiva.

14 Que o Pai enriqueça a vocês todos de alegria no campo de realizações terrestres. A Providência é o rio inesgotável da graça – estejamos convictos.

15 Continuarei, Rômulo, colaborando com você na aplicação dos passes. Suas faculdades desenvolvem-se com muita regularidade, intensificando a transmissibilidade da força curativa de nosso plano, dia a dia. Que Jesus o guarde, ilumine e abençoe sempre.

16 E agora, meus filhos, deixo-lhes meu espírito cheio de agradecimento, reafirmando-lhes os meus votos de muita paz e saúde, bom-ânimo e luz divina no 1946. Com um grande e afetuoso abraço, sou o papai de sempre que não os esquece,


A. Joviano



[1] Nota da organizadora: em referindo-se a Engrácia Ferreira, minha tia-avó, tia de minha avó materna, Júlia Pêgo Amorim e a Mário Pêgo de Amorim, meu tio, irmão de Maria Joviano. Para maiores dados da família Amorim e Joviano, sugerimos a leitura de Sementeira de luz (VINHA DE LUZ, 3ª ed., 2008), Deus conosco (VINHA DE LUZ, 2ª ed., 2008) e Militares no Além (VINHA DE LUZ, 2008).


[2] Nota da organizadora: em referindo-se ao meu pai, Rômulo Joviano e a Maria Amorim Joviano, minha mãe. Para maiores dados da família Joviano, sugerimos a leitura de Sementeira de luz (VINHA DE LUZ, 3. ed., 2008), Deus conosco (VINHA DE LUZ, 2ª ed., 2008) e Militares no Além (VINHA DE LUZ, 2008).


[3] Nota da organizadora: após ter feito Prova de Habilitação, ingressei no Serviço Público Federal como Praticante de Escritório VI – Extranumerário Mensalista – trabalhando no escritório da Fazenda Modelo, sede da Inspetoria Regional da Divisão de Fomento da Produção Animal do Ministério da Agricultura, em Pedro Leopoldo | MG.


Citação parcial para estudo, de acordo com o artigo 46, item III, da Lei de Direitos Autorais.

.

Abrir