Bíblia do Caminho Testamento Xavieriano

O Evangelho por Emmanuel. — Volume VI. ©

Comentários às Cartas de Paulo.
(Dentre os livros da Bíblia do Caminho este é o que contém o maior número de capítulos.)

Índice

Esta obra é uma compilação, todos os capítulos desse índice, com exceção das introduções e dos capítulos com os números realçados, os demais títulos desse índice remetem diretamente para suas obras originais. As passagens bíblicas foram extraídas da Bíblia de Jerusalém, em sua edição revista e ampliada em 2002.

.

Agradecimentos: Saulo Cesar Ribeiro da Silva.

Apresentação: Joanna de Ângelis.

Prefácio: Saulo Cesar Ribeiro da Silva.

Introdução geral às Cartas de Paulo: Saulo Cesar Ribeiro da Silva.


Cartas de Paulo: Romanos. (Capítulos 1 a 68.) - 1 Coríntios. (69 a 155.) - 2 Coríntios. (156 a 199.) - Gálatas. (200 a 225.) - Efésios. (226 a 270.) - Filipenses. (271 a 304.) - Colossenses. (305 a 325.) - 1 Tessalonicenses. (326 a 348.) - 2 Tessalonicenses. (349 a 352.) - 1 Timóteo. (353 a 378.) - 2 Timóteo. (379 a 403.) - Tito. (404 a 412.) - Filêmon. (413 a 416.) - Hebreus. (417 a 468.)


Carta aos Romanos.

Introdução à Carta aos Romanos: Saulo Cesar Ribeiro da Silva.


Comentários à Carta aos Romanos.
(Capítulos 1 a 68.)

Romanos 1.14 n | Pois eu me sinto devedor a gregos e a bárbaros, a sábios e a ignorantes. | 1. Dívidas. | 2. Nós devemos.

Romanos 1.17 | […] O justo viverá da fé. | 3. Viver pela fé.

Romanos 1.20 | Sua realidade invisível — seu eterno poder e sua divindade — tornou-se inteligível, desde a criação do mundo, através das criaturas, de sorte que não têm desculpa. | 4. Coisas invisíveis.

Romanos 2.6 | Que retribuirá a cada um segundo suas obras. | 5. De acordo. | 6. As três escolhas. | 7. Usar e abusar. | 8. Pelas próprias obras. | 9. Deus e nós. | 10. Esperança e luz. | 11. Anotações espíritas. | 12. Reações.

Romanos 2.10 | Glória, honra e paz para todo aquele que pratica o bem. | 13. Glória ao bem.

Romanos 3.11 | Sua garganta é sepulcro aberto. | 14. Sepulcros abertos.

Romanos 3.16 | Há destruição e desgraça em seus caminhos. | 15. Destruição e miséria.

Romanos 5.1 | Tendo sido, pois, justificados pela fé, estamos em paz com Deus por nosso Senhor Jesus Cristo. | 16. Na conquista da fé.

Romanos 5.3 | […] Nós nos gloriamos também nas tribulações, sabendo que a tribulação produz a perseverança. | 17. Fortaleza. | 18. Tribulações.

Romanos 6.4 | Pois eu lhe mostrarei o quanto é necessário ele padecer pelo meu nome. | 19. Mudança e proveito.

Romanos 6.23 | Porque o salário do pecado é a morte, e a graça de Deus é a vida eterna em Cristo Jesus, nosso Senhor. | 20. Hoje, onde estivermos.

Romanos 7.10 | E eu morri. Verificou-se assim que o preceito, dado para a vida, produziu a morte. | 21. Não te perturbes.

Romanos 7.21 | Verifico, pois, esta lei: quando quero fazer o bem, é o mal que se me apresenta. | 22. Conflito.

Romanos 8.9 | […] Pois quem não tem o Espírito de Cristo não pertence a ele. | 23. Rotulagem | 24. Reconheçamos, porém… | 25. Parecem, mas não são.

Romanos 8.13 | […] João, porém, apartando-se deles, regressou para Jerusalém | 26. Segundo a carne. | 27. Em espírito.

Romanos 8.17 | E se somos filhos, somos também herdeiros; herdeiros de Deus e coerdeiros de Cristo […] | 28. Herdeiros.

Romanos 8.31 | Depois disto, que nos resta a dizer? Se Deus está conosco, quem estará contra nós? | 29. Os contrários. | 30. Paz de espírito.

Romanos 10.11 | Com efeito, a Escritura diz: Quem nele crê não será confundido. 31. Não confundas.

Romanos 11.23 | E eles, se não permanecerem na incredulidade, serão enxertados; pois Deus é capaz de os enxertar novamente. | 32. Enxertia divina.

Romanos 12.2 | E não vos conformeis com este mundo, mas transformai-vos, renovando a vossa mente, a fim de poderdes discernir qual é a vontade de Deus, o que é bom, agradável e perfeito. | 33. Renovemo-nos dia a dia. | 34. Combatendo a sombra. | 35. Diante do conformismo. | 36. Vontade Divina. | 37. Entendimento.

Romanos 12.15 | Alegrai-vos com os que se alegram, chorai com os que choram. | 38. Solidariedade.

Romanos 12.16 | Tende a mesma estima uns pelos outros, sem pretensões de grandeza, mas sentindo-vos solidários com os mais humildes; não vos deis ares de sábios. | 39. Em nossas tarefas. | 40. Necessitados.

Romanos 12.20 | Antes, se o teu inimigo tiver fome, dá-lhe de comer; se tiver sede, dá-lhe de beber. Agindo desta forma estarás acumulando brasas sobre a cabeça dele. | 41. Cura do ódio.

Romanos 12.21 | Não te deixes vencer pelo mal, mas vence o mal com o bem. | 42. Estendamos o bem. | 43. Vencer o mal. | 44. Para vencer o mal. | 45. Alterações na fé.

Romanos 13.7 | Dai a cada um o que lhe é devido; o imposto a quem é devido; a taxa a quem é devida; a reverência a quem é devida; a honra a quem é devida. | 46. Dívida de amor.

Romanos 13.10 | […] a caridade é a plenitude da Lei. | 47. Doações.

Romanos 14.1 | Acolhei o fraco na fé sem querer discutir suas opiniões. | 48. Subdesenvolvimento espiritual | 49. Falta de fé. | 50. Fé e cultura.

Romanos 14.6 | Aquele que distingue os dias, é para o Senhor que os distingue. | 51. O tempo.

Romanos 14.7 | Pois ninguém de nós vive e ninguém morre para si mesmo. | 52. Ninguém vive para si.

Romanos 14.10 | Por que julgas teu irmão? E tu, por que o desprezas? Pois todos nós compareceremos ao tribunal de Deus. | 53. Enquanto podes.

Romanos 14.12 | Assim, cada um de nós prestará contas a Deus de si próprio. | 54. Conta de si. | 55. Nas contas. | 56. Conta pessoal. | 57. Em ti próprio.

Romanos 14.14 | Eu sei, e estou convencido no Senhor Jesus que nada é impuro em si. Alguma coisa só é impura para quem a considera impura. | 58. Sexo.

Romanos 14.15 | Entretanto, se por causa de um alimento teu irmão fica contristado, já não procedes com amor. Não faças perecer por causa do teu alimento alguém pelo qual Cristo morreu! | 59. Conforme o amor.

Romanos 14.19 | Procuremos, portanto, o que favorece a paz e a mútua edificação. | 60. No reino interior.

Romanos 14.22 | A fé esclarecida que tens, guarda-a para ti diante de Deus. […] | 61. Em ti mesmo. | 62. Injustiças | 63. Em matéria de fé.

Romanos 15.1 | Nós, os fortes, devemos carregar as fragilidades dos fracos e não buscar a nossa própria satisfação. | 64. Vós, entretanto.

Romanos 15.2 | Cada um de nós procure agradar ao próximo, em vista do bem, para edificaçar. | 65. Agradar.

Romanos 15.4 | Ora tudo o que se escreveu no passado é para nosso ensinamento que foi escrito, a fim de que, pela perseverança e pela consolação que nos proporcionam as Escrituras, tenhamos a esperança. | 66. Esperança.

Romanos 15.30 | Contudo, peço-vos, irmãos, por nosso Senhor Jesus-Cristo e pelo amor do Espírito, que luteis comigo, nas orações que fazeis a Deus por mim. | 67. Círculos cooperadores.

Romanos 16.20 | Pois o Deus da paz não tardará em esmagar Satanás debaixo de vossos pés. […] | 68. Esmagamento do mal.


Cartas aos Coríntios.

Introdução às Cartas aos Coríntios (1 e 2): Saulo Cesar Ribeiro da Silva.


Comentários à primeira carta aos coríntios.
(Capítulos 69 a 155.)

1 Coríntios 1.9 | É fiel o Deus que vos chamou à comunhão com o seu Filho Jesus Cristo, nosso Senhor. | 69. Serve e confia.

1 Coríntios 1.17 | Pois não foi para batizar que Cristo me enviou, mas para anunciar o Evangelho, sem recorrer à sabedoria da linguagem, a fim de que não se torne inútil a cruz de Cristo. | 70. Vejamos isso.

1 Coríntios 1.18 | Com efeito, a linguagem da cruz é loucura para aqueles que se perdem, mas para aqueles que se salvam, para nós, é poder de Deus. | 71. A palavra da Cruz.

1 Coríntios 1.19 | Pois está escrito: Destruirei a sabedoria dos sábios e rejeitarei a inteligência dos inteligentes. | 72. Acima de nós.

1 Coríntios 1.23 | Nós, porém, anunciamos Cristo crucificado, que para os judeus, é escândalo, para os gentios é loucura. | 73. Aos discípulos.

1 Coríntios 2.12 | Quanto a nós, não recebemos o espírito do mundo, mas o Espírito que vem de Deus […]. | 74. Como cooperas?

1 Coríntios 2.16 | […] Nós, porém, temos o pensamento de Cristo. | 75. No dia da incerteza.

1 Coríntios 3.2 | Dei-vos a beber leite, não alimento sólido, pois não o podíeis suportar. Mas nem mesmo agora podeis. | 76. Amizade e compreensão.

1 Coríntios 3.6 | Eu plantei; Apolo regou, mas é Deus quem fazia crescer. | 77. Pretensões. | 78. Compromisso pessoal.

1 Coríntios 3.9 | Nós somos cooperadores de Deus, e vós sois a seara de Deus, o edifício de Deus. | 79. Sementeira e construção. | 80. Cooperemos fielmente.

1 Coríntios 3.13 | A obra de cada um será posta em evidência. O Dia a tornará conhecida, pois ele se manifestará pelo fogo e o fogo provará o que vale a obra de cada um. | 81. Obra pessoal | 82. Provas de fogo.

1 Coríntios 3.16 | Não sabeis que sois templo de Deus e que o Espírito de Deus habita em vós?. | 83. Educa.

1 Coríntios 4.2 | Ora, o que se requer dos administradores, é que cada um seja fiel. | 84. Guardemos lealdade | 85. Permaneçamos fiéis.

1 Coríntios 4.9 | Julgo que Deus nos expôs, a nós, apóstolos, em último lugar, como condenados à morte: fomos dados em espetáculo ao mundo, aos anjos e aos homens. | 86. Apóstolos.

1 Coríntios 4.19 | Mas, se o Senhor o permitir, em breve irei ter convosco, e tomarei conhecimento não das palavras dos orgulhosos, mas do seu poder. | 87. Não as palavras.

1 Coríntios 4.21 | Que quereis? Que eu vos visite com vara ou com amor e em espírito de mansidão?. | 88. De que modo?

1 Coríntios 5.6 | […] Não sabeis que um pouco de fermento leveda toda massa? | 89. Fermento espiritual. | 90. Um pouco de fermento.

1 Coríntios 5.7 | Purificai-vos do velho fermento para serdes nova massa […] | 91. Fermento velho.

1 Coríntios 6.7 | De qualquer modo, já é para vós uma falta a existência de litígios entre vós. Por que não preferis, antes, padecer uma injustiça? Por que não vos deixais, antes, defraudar? | 92. Revides.

1 Coríntios 6.13 | “Os alimentos são para o ventre, e o ventre para os alimentos, e Deus destruirá aqueles e este. n | 93. Manjares.

1 Coríntios 6.20 | […] Glorificai, portanto, a Deus em vosso corpo. n | 94. Harmonização.

1 Coríntios 8.1 | […] Mas a ciência incha; é a caridade que edifica. | 95. Ciência e amor.

1 Coríntios 8.2 | Se alguém julga saber alguma coisa, ainda não sabe como deveria saber. | 96. Saber como convém.

1 Coríntios 9.16 | […] Ai de mim, se eu não anunciar o Evangelho!. | 97. Na seara evangélica.

1 Coríntios 9.22 | Para os fracos, fiz-me fraco, a fim de ganhar os fracos. Tornei-me tudo para todos, a fim de salvar alguns a todo custo. | 98. Incompreensão.

1 Coríntios 9.26 | Quanto a mim, é assim que corro, não ao incerto; é assim que pratico o pugilato, mas não como quem fere o ar. | 99. Açoitando o ar.

1 Coríntios 9.27 | Trato duramente o meu corpo e reduzo-o à servidão, a fim de que não aconteça que, tendo proclamado a mensagem aos outros, venha eu mesmo a ser reprovado. | 100. Governo interno.

1 Coríntios 10.7 | Não vos torneis idólatras […] | 101. Perigos sutis. | 102. Sem idolatria.

1 Coríntios 10.12 | Assim, pois, aquele que julga estar em pé, tome cuidado para não cair. | 103. No zelo fraternal.

1 Coríntios 10.23 | […] “Tudo é permitido”, n mas nem tudo edifica. | 104. E os fins?

1 Coríntios 11.19 | É preciso que haja até mesmo cisões n entre vós, a fim de que se tornem manifestos entre vós aqueles que são comprovados. | 105. Heresias.

1 Coríntios 12.4 | Há diversidade de dons, mas o Espírito é o mesmo. | 106. Cada qual. | 107. No serviço mediúnico.

1 Coríntios 12.6 | Diversos modos de ação, mas é o mesmo Deus que realiza tudo em todos. | 108. Diversidade.

1 Coríntios 12.7 | Cada um recebe o dom de manifestar o Espírito para a utilidade de todos. | 109. Encargos. | 110. Disponibilidades mediúnicas. | 111. Manifestações espirituais.

1 Coríntios 12.17 | Se o corpo todo fosse olho, onde estaria a audição? Se fosse todo ouvido, onde estaria o olfato? | 112. Encargos pequeninos.

1 Coríntios 12.19 | Se o conjunto fosse um só membro, onde estaria o corpo? | 113. Em equipe.

1 Coríntios 12.27 | Ora, vós sois o corpo do Cristo e sois os seus membros, cada um por sua parte. | 114. Na construção do Mestre. | 115. Ante a bênção do corpo. | 116. Na seara espírita. | 117. Membros divinos.

1 Coríntios 12.31 | Aspirai aos dons mais altos. Aliás, passo a indicar-vos um caminho que ultrapassa a todos. | 118. Procuremos com zelo. | 119. Em ação espírita.

1 Coríntios 13.1 | Ainda que eu falasse línguas, as dos homens e as dos anjos, se eu não tivesse a caridade, seria como bronze que soa ou como címbalo que tine. | 120. Compreensão. | 121. Qualificação espírita. | 122. Doação e atitude.

1 Coríntios 13.4 | A caridade é paciente, a caridade é prestativa, não é invejosa, não se ostenta, não se incha de orgulho. | 123. Serviço e inveja. | 124. Beneficência e paciência. | 125. Paciência e construção. | 126. O irmão.

1 Coríntios 13.7 | […] tudo suporta. | 127. O amor tudo sofre.

1 Coríntios 13.8 | A caridade jamais passará. Quanto às profecias, desaparecerão. Quanto às línguas, cessarão. Quanto à ciência, também desaparecerá. | 128. Nas trilhas da caridade. | 129. Progresso e amor. | 130. A luz inextinguível. | 131. A caridade nunca falha.

1 Coríntios 13.11 | Quando era criança, falava como criança, pensava como criança, raciocinava como criança. Depois que me tornei homem, fiz desaparecer o que era próprio da criança. | 132. Madureza espiritual.

1 Coríntios 13.13 | Agora, portanto, permanecem fé, esperança, caridade, essas três coisas. A maior delas, porém, é a caridade. | 133. Caridade do entendimento. | 134. Caridade.

1 Coríntios 14.7 | […] Como reconhecer o que toca a flauta ou a cítara? | 135. Na instrumentalidade.

1 Coríntios 14.8 | E, se a trombeta emitir um som confuso, quem se preparará para a guerra?. | 136. O som.

1 Coríntios 14.26 | Que fazer, pois, irmãos? Quando estais reunidos, cada um de vós pode cantar um cântico, proferir um ensinamento ou uma revelação, falar em línguas ou interpretá-las; mas que tudo se faça para a edificação! | 137. Mãos à obra.

1 Coríntios 14.40 | Mas tudo se faça com decoro e com ordem. | 138. Ordem.

1 Coríntios 15.2 | E pelo qual sois salvos, se o guardais como vo-lo anunciei; doutro modo, teríeis acreditado em vão. | 139. Crer em vão.

1 Coríntios 15.9. | Pois sou o menor dos apóstolos, nem sou digno de ser chamado apóstolo, porque persegui a Igreja de Deus. | 140. A caminho do Alto. | 141. Anotação em serviço.

1 Coríntios 15.10 | Mas pela graça de Deus sou o que sou: e Sua graça a mim dispensada não foi estéril. Ao contrário, trabalhei mais do que todos eles; não eu, mas a graça de Deus que está comigo. | 142. Na luta educativa. | 143. Pela graça de Deus.

1 Coríntios 15.13 | Se não há ressurreição dos mortos, também Cristo não ressuscitou. | 144. Além-túmulo.

1 Coríntios 15.19 | Se temos esperança em Cristo somente para esta vida, somos os mais dignos de compaixão de todos os homens. | 145. Esperar em Cristo.

1 Coríntios 15.33 | Não vos deixeis iludir: “As más companhias corrompem os bons costumes”n | 146. Más palestras.

1 Coríntios 15.37 | E o que semeias, não é o corpo da furura planta que deve nascer, mas um simples grão, de trigo ou de qualquer outra espécie. | 147. A semente.

1 Coríntios 15.44 | Semeado corpo psíquico ressuscita corpo espiritual. Se há um corpo psíquico, há também um corpo espiritual. | 148. No Campo Físico. | 149. Anotação.

1 Coríntios 15.51 | Eis que vos dou a conhecer um mistério: nem todos morreremos, mas todos seremos transformados. | 150. Transformação.

1 Coríntios 15.58 | Assim, irmãos bem-amados, sede firmes, inabaláveis, fazei incessantes progressos na obra do Senhor, ciente de que a vossa fadiga não é vã no Senhor. | 151. Firmeza e constância. | 152. Ação. | 153. Com firmeza.

1 Coríntios 16.13 | Vigiai, permanecei firmes na fé, sede corajosos, sede fortes! | 154. Varonilmente.

1 Coríntios 16.14 | Fazei tudo na caridade. | 155. Com caridade.


Cartas aos Coríntios.

Introdução às Cartas aos Coríntios (1 e 2): Saulo Cesar Ribeiro da Silva.


Comentários à segunda carta aos coríntios.
(Capítulos 156 a 199.)

2 Coríntios 1.11 | Vós colaborareis para tanto mediante a vossa prece; assim, a graça que obeteremos pela intercessão de muitas pessoas suscitará a ação de graças de muitos em nosso favor. | 156. Círculos intercessórios.

2 Coríntios 1.12 | O nosso motivo de ufania é este testemunho da nossa consciência. | 157. Glória cristã. | 158. Paz em nós.

2 Coríntios 2.1 | Resolvi o seguinte: não voltarei a ter convosco na tristeza. | 159. Segundo agimos.

2 Coríntios 3.2 | Resolvi o seguinte: não voltarei a ter convosco na tristeza. | 160. Norma ideal.

2 Coríntios 3.3 | Evidentemente, sois uma carta de Cristo, entregue ao nosso ministério, escrita não com tinta, mas com o Espírito de Deus vivo, não em tábuas de pedra, mas em tábuas de carne, nos corações! | 161. As cartas do Cristo.

2 Coríntios 3.16 | É somente pela conversão ao Senhor que o véu cai. | 162. Véus.

2 Coríntios 4.5 | Não proclamamos a nós mesmos, mas a Cristo Jesus, Senhor. Quanto a nós mesmos, apresentamo-nos como vossos servos por causa de Jesus. | 163. Elucidações.

2 Coríntios 4.7 | Trazemos, porém, este tesouro em vasos de argila, para que esse incomparável poder seja de Deus e não de nós. | 164. Compreendendo. | 165. Na mediunidade. | 166. Vasos de barro.

2 Coríntios 4.8 | […] Somos atribulados por todos os lados, mas não esmagados; postos em extrema dificuldade, mas não vencidos pelos impasses. | 167. Atribulados e perplexos.

2 Coríntios 4.16 | Por isto não nos deixamos abater. Pelo contrário, embora em nós, o homem exterior vá caminhando para sua ruína, o homem interior se renova dia a dia. | 168. Devagar, mas sempre| 169. Renova-te sempre. | 170. Busquemos a Eternidade.

2 Coríntios 4.18 | Não olhamos para as coisas que se veem, mas para as que não se veem; pois o que se vê é transitório, mas o que não se vê é eterno. | 171. Entre o berço e o túmulo.

2 Coríntios 5.7 | Pois caminhamos pela fé e não pela visão… | 172. Na escola da confiança.

2 Coríntios 5.10 | Porquanto todos nós teremos de comparecer manifestamente perante o tribunal de Cristo, a fim de que cada um receba a retribuição do que tiver feito durante sua vida no corpo, seja para o bem, seja para o mal. | 173. No serviço cristão.

2 Coríntios 5.14 | Pois a caridade de Cristo nos compele […]. | 174. Quando há luz.

2 Coríntios 5.17 | Se alguém está em Cristo, é nova criatura. Passaram-se as coisas antigas; eis que se fez realidade nova. | 175. Tudo novo. | 176. No convívio do Cristo. | 177. Seguindo à frente. | 178. Renovemo-nos.

2 Coríntios 5.20 | Sendo assim, em nome de Cristo exercemos a função de embaixadores […] | 179. Embaixadores do Cristo.

2 Coríntios 6.2 | […] Eis agora o tempo favorável por excelência; Eis agora o dia da salvação. | 180. Sempre agora. | 181. Conceito de salvação.

2 Coríntios 6.4 | Ao contrário, em tudo recomendamo-nos como ministros de Deus: por grande perseverança nas tribulações, nas necessidades, nas angústias, nos açoites, nas prisões, nas desordens, nas fadigas, nas vigílias, nos jejuns. | 182. Em tudo.

2 Coríntios 6.16 | […] Ora, nós é que somos o templo do Deus vivo […] | 183. Iluminemos o santuário.

2 Coríntios 7.2 | Acolhei-nos em vossos corações […] | 184. Na rota do Evangelho. | 185. Nos corações.

2 Coríntios 7.9 | Alegro-me agora, não por vos ter contristado, mas porque a vossa tristeza vos levou ao arrependimento. Vós vos entristecestes segundo Deus. | 186. Contristação.

2 Coríntios 7.10 | Com efeito, a tristeza segundo Deus produz arrependimento que leva à salvação e não volta atrás, ao passo que a tristeza segundo o mundo produz a morte. | 187. Tristeza.

2 Coríntios 8.1 | Irmãos, nós vos damos a conhecer a graça que Deus concedeu às Igrejas da Macedônia. | 188. Deus te abençoa.

2 Coríntios 9.7 | Olhai as coisas frente a frente. Se alguém está convicto de pertencer a Cristo, tome consciência uma vez por todas de que, assim como ele pertence a Cristo, nós também lhe pertencemos. | 189. Não te enganes.

2 Coríntios 10.7 | Cada um dê como dispôs em seu coração, sem pena nem constrangimento, pois Deus ama o que dá com alegria. | 190. Pedi e obtereis.

2 Coríntios 12.7 | Já que essas revelações eram extraordinárias, para eu não me encher de soberba, foi-me dado um aguilhão na carne — um anjo de Satanás para me espancar — a fim de que não me encha de soberba. | 191. O espinho. | 192. Sonâmbulos.

2 Coríntios 12.9 | Respondeu-me, porém: “Basta-te a minha graça, pois é na fraqueza que a força manifesta todo o seu poder.” Por conseguinte, com todo o ânimo prefiro gloriar-me das minhas fraquezas, para que pouse sobre mim a força de Cristo. | 193. A graça do Senhor.

2 Coríntios 12.15 | Quanto a mim, de bom grado despenderei, e me despenderei todo inteiro, em vosso favor. Será que, dedicando-vos mais amor, serei, por isso, menos amado? | 194. Na pregação.

2 Coríntios 13.5 | Examinai-vos a vós mesmos, e vede se estais na fé; provai-vos […] | 195. Nos diversos caminhos.

2 Coríntios 13.7 | Pedimos a Deus que não cometais mal algum. Nosso desejo não é aparecer como aprovados, mas, sim, que pratiqueis o bem […] | 196. Melhorando sempre.

2 Coríntios 13.8 | Nada podemos contra a verdade, mas só temos poder em favor da verdade. | 197. Evolução e felicidade.

2 Coríntios 13.10 | […] Conforme o poder que o Senhor me deu para construir, e não para destruir. | 198. Em nossa luta.

2 Coríntios 13.11 | […] vivei em paz […] | 199. Viver em paz.


Carta aos Gálatas.

Introdução à Carta aos Gálatas: Saulo Cesar Ribeiro da Silva.


Comentários à Carta aos Gálatas.
(Capítulos 200 a 225.)

Gálatas 1.10 | […] Se eu quisesse ainda agradar aos homens, não seria servo de Cristo. | 200. O problema de agradar.

Gálatas 2.8 | Pois aquele que operava em Pedro para a missão dos circuncisos operou também em mim em favor dos gentios. | 201. O Cristo operante.

Gálatas 3.3 | Sois tão insensatos que, tendo começado com o espírito, agora acabais na carne?. | 202. Contra a insensatez.

Gálatas 4.26 | Mas a Jerusalém do alto é livre e esta é a nossa mãe. | 203. Igreja livre.

Gálatas 5.1 | É para a liberdade que Cristo nos libertou. Permanecei firmes, portanto, e não vos deixeis prender de novo ao jugo da escravidão. | 204. Liberdade em Cristo. | 205. Liberdade em Jesus. | 206. Assunto de liberdade.

Gálatas 5.9 | Um pouco de fermento leveda toda a massa. | 207. No esforço comum.

Gálatas 5.13 | Vós fostes chamados à liberdade, irmãos. Entretanto, que a liberdade não sirva de pretexto para a carne, mas, pela caridade, colocai-vos a serviço uns dos outros. | 208. Na conquista da liberdade. | 209. Em torno da liberdade. | 210. Liberdade.

Gálatas 5.25 | Se vivemos pelo Espírito, pelo Espírito pautemos também nossa conduta. | 211. Que é a carne?

Gálatas 6.1 | Irmãos, caso alguém seja apanhado em falta, vós, os espirituais, corrigi esse tal com espírito de mansidão, cuidando de ti mesmo, para que também tu não sejas tentado. | 212. Na obra regenerativa.

Gálatas 6.4 | Cada um examine sua própria conduta, e então terá o de que se gloriar por si só e não por referência ao outro. | 213. Tua obra.

Gálatas 6.5 | Pois cada qual carregará o seu próprio fardo. | 214. O fardo.

Gálatas 6.7 | Não vos iludais; de Deus não se zomba. O que o homem semear, isso colherá. | 215. Na luta vulgar. | 216. No campo do afeto. | 217. Troca incessante.

Gálatas 6.8 | Quem semear na sua carne, da carne colherá corrupção […] | 218. Sementeiras e ceifas.

Gálatas 6.9 | Não desanimemos na prática do bem, pois, se não desfalecermos, a seu tempo colheremos. | 219. Não te canses. | 220. Sem desfalecimentos. | 221. Para ser feliz.

Gálatas 6.10 | Por conseguinte, enquanto temos tempo, pratiquemos o bem para com todos, mas sobretudo para com os irmãos na fé. | 222. Na fonte do bem. | 223. Enquanto temos tempo. | 224. Testemunho doméstico.

Gálatas 6.17 | Doravante ninguém mais me moleste. Pois trago em meu corpo as marcas de Jesus. | 225. Marcas.


Carta aos Efésios.

Introdução à Carta aos Efésios: Saulo Cesar Ribeiro da Silva.


Comentários à Carta aos Efésios.
(Capítulos 226 a 270.)

Efésios 2.10 | Pois somos criaturas dele, criados em Cristo Jesus para as boas obras que Deus já antes preparara para que nelas andássemos. | 226. Caridade e riqueza. | 227. Diante dos Homens.

Efésios 4.1 | Exorto-vos, pois, eu, o prisioneiro no Senhor, a andardes de modo digno da vocação a que fostes chamados. | 228. Obediência construtiva.

Efésios 4.3 | Procurando conservar a unidade do Espírito pelo vínculo da paz. | 229. União fraternal.

Efésios 4.7 | Mas a cada um de nós foi dada a graça pela medida do dom de Cristo. | 230. Nos dons do Cristo.

Efésios 4.15 | Mas, seguindo a verdade em amor, cresceremos em tudo em direção àquele que é a Cabeça, Cristo. | 231. Seguir a verdade.

Efésios 4.20 | Vós, porém, não aprendestes assim a Cristo. | 232. A quem segues?

Efésios 4.23 | E a renovar-vos pela transformação espiritual da vossa mente. | 233. Modo de sentir. | 234. Em constante renovação. | 235. Nos padrões de Jesus. | 236. Estado mental. | 237. Transformação e objetivo.

Efésios 4.28 | O que furtava não mais furte, mas trabalhe com as próprias mãos, realizando o que é bom, para que tenha o que partilhar com o que tiver necessidade. | 238. Não furtes. | 239. No plano do bem.

Efésios 4.29 | Não saia dos vossos lábios nenhuma palavra inconveniente, mas, na hora oportuna, a que for boa para edificação, que comunique graça aos que a ouvirem. | 240. Conversar. | 241. Asseio verbal.

Efésios 4.31 | Toda amargura e exaltação e cólera, e toda palavra pesada e injuriosa, assim como toda malícia, sejam afastadas de entre vós. | 242. Em louvor do equilíbrio.

Efésios 4.32 | Sede bondosos e compassivos uns com os outros, perdoando-vos mutuamente, como Deus vos perdoou em Cristo. | 243. Benignidade. | 244. Servicinhos.

Efésios 5.2 | E andai em amor […] | 245. Andar.

Efésios 5.8 | Outrora éreis trevas, mas agora sois luz no Senhor; andai como filhos da luz. | 246. Ao clarão da verdade. | 247. Filhos da luz.

Efésios 5.9 | Pois o fruto da luz consiste em toda bondade e justiça e verdade. | 248. Pontos do escritor espírita.

Efésios 5.11 | E não sejais participantes das obras infrutuosas das trevas […] | 249. Má vontade.

Efésios 5.14 | […] Ó tu, que dormes, desperta e levanta-te de entre os mortos, que Cristo te iluminará. | 250. Acordar e erguer-se. | 251. Necessário acordar.

Efésios 5.15 | Vede, pois, cuidadosamente como andais […] | 252. A perda irremediável. | 253. Boa vontade.

Efésios 5.20 | Sempre e por tudo dando graças a Deus, o Pai, em nome de nosso Senhor Jesus Cristo. | 254. Apreço. | 255. Agradeçamos sempre.

Efésios 5.28 | Assim também os maridos devem amar suas próprias mulheres, como a seus próprios corpos. Quem ama sua mulher ama-se a si mesmo. | 256. O Evangelho e a mulher.

Efésios 5.33 | Em resumo, cada um de vós ame a sua mulher como a si mesmo e a mulher respeite o seu marido. | 257. Vida conjugal.

Efésios 6.1 | Filhos, obededei aos vossos pais, no Senhor, pois isto é justo. | 258. Filhos.

Efésios 6.4 | E vós, pais, não deis a vossos filhos motivo de revolta contra vós, mas educai-os com correções e advertências que se inspiram no Senhor. | 259. Pais.

Efésios 6.6 | Servindo-os, não quando vigiados, para agradar a homens, mas como servos de Cristo, que põem a alma em atender à vontade de Deus. | 260. Em silêncio.

Efésios 6.7 | Tende boa vontade em servi-los, como ao Senhor e não como a homens […] | 261. Sirvamos. | 262. Por amor a Deus.

Efésios 6.10 | […] fortalecei-vos no Senhor […] | 263. Fortaleçamo-nos.

Efésios 6.12 | Pois o nosso combate não é contra o sangue nem contra a carne, mas contra os Principados, contra as Autoridades, contra os Dominadores deste mundo de trevas, contra os Espíritos do Mal, que povoam as regiões celestiais. | 264. A grande luta.

Efésios 6.13 | Por isso deveis vestir a armadura de Deus, para poderdes resistir no dia mau e sair firmes de todo o combate. | 265. Armai-vos. | 266. Diante da irritação.

Efésios 6.14 | Portanto, ponde-vos de pé […] | 267. A mestra divina.

Efésios 6.16 | Empunhando sempre o escudo da fé, com o qual podereis extinguir os dardos inflamados do Maligno. | 268. O escudo.

Efésios 6.17 | E tomai o capacete da salvação […] | 269. O capacete.

Efésios 6.20 | Do qual sou embaixador em cadeias: que fale ousadamente, como importa que fale. | 270. Em cadeias.


Carta aos Filipenses.

Introdução à Carta aos Filipenses: Saulo Cesar Ribeiro da Silva.


Comentários à Carta aos Filipenses.
(Capítulos 271 a 304.)

Filipenses 1.9, 10 | E é isto o que peço; que vosso amor cresça cada vez mais, em conhecimento e em sensibilidade, a fim de poderdes discernir o que é importante, para que sejais puros e irreprováveis no dia de Cristo. | 271. Problemas do Amor. | 272. Não só.

Filipenses 1.29 | Pois vos foi concedida, em relação a Cristo, a graça não só de crer nele, mas também de por ele sofrer. | 273. Direito sagrado.

Filipenses 1.30 | Empenhados no mesmo combate em que me vistes empenhado e em que, como sabeis, me empenho ainda agora. | 274. Combate interior.

Filipenses 2.3 | Nada fazendo por competição e vanglória, mas com humildade […] | 275. Examina-te.

Filipenses 2.5 | Tende em vós o mesmo sentimento de Cristo Jesus. | 276. Modo de fazer.

Filipenses 2.6 | Ele, estando na forma de Deus não usou de seu direito de ser tratado como um deus. | 277. Atualidade.

Filipenses 2.7 | Mas se despojou, tomando a forma de escravo. Tornando-se semelhante aos homens e reconhecido em seu aspecto como um homem. | 278. Jesus veio.

Filipenses 2.8 | Abaixou-se, tornando-se obediente até a morte, à morte sobre uma cruz. | 279. Jesus para o Homem.

Filipenses 2.12 | […] operai a vossa salvação […] | 280. Operemos.

Filipenses 2.14 | Fazei tudo sem murmurações nem reclamações. | 281. Murmurações.

Filipenses 2.21 | Pois procuram atender os seus próprios interesses e não os de Jesus Cristo. | 282. A cortina do “eu”.

Filipenses 3.2 | Cuidado com os cães, cuidado com os maus operários […] | 283. Guardai-vos dos cães. | 284. Maus obreiros.

Filipenses 3.11 | Para ver se alcanço a ressurreição de entre os mortos. | 285. Ante o objetivo.

Filipenses 3.13 | Irmãos, não julgo que eu mesmo o tenha alcançado; mas uma coisa faço: esquecendo-me do que fica para atrás e avançando para o que está adiante. | 286. Prossigamos. | 287. Avancemos.

Filipenses 3.14 | Prossigo para o alvo […] | 288. Prosseguindo. | 289. Apelo de sempre. | 290. Para o alvo.

Filipenses 3.16 | Entretanto, qualquer seja o ponto a que chegamos, conservemos o rumo. | 291. Buscando a frente.

Filipenses 4.4 | Alegrai-vos sempre no Senhor! Repito, alegrai-vos! | 292. O Homem com Jesus.

Filipenses 4.6 | Não vos inquieteis com nada […] | 293. Não te inquietes. | 294. Sirvamos em paz.

Filipenses 4.8 | Finalmente, irmãos, ocupai-vos com tudo o que é verdadeiro, nobre, justo, puro, amável, honroso, virtuoso, ou que de qualquer modo mereça louvor. | 295. Vigiando. | 296. Pensamentos.

Filipenses 4.11 | Falo assim não por causa das privações, pois aprendi a adaptar-me às necessidades. | 297. Contentar-se. | 298. Se aspiras a servir.

Filipenses 4.12 | Sei viver modestamente, e sei também como haver-me na abundância. | 299. Êxitos e insucessos.

Filipenses 4.13 | Tudo posso naquele que me fortalece. | 300. O “mas” e os discípulos.

Filipenses 4.19 | O meu Deus proverá magnificamente todas as vossas necessidades, segundo a sua riqueza, em Cristo Jesus. | 301. Estímulo fraternal. | 302. A riqueza real.

Filipenses 4.20 | E ao nosso Deus e Pai seja a glória pelos séculos dos séculos! Amém. | 303. Glorifiquemos.

Filipenses 4.22 | Todos os santos vos saúdam, especialmente os da casa do Imperador. | 304. Na casa de César.


Carta aos Colossenses.

Introdução à Carta aos Colossenses: Saulo Cesar Ribeiro da Silva.


Comentários à Carta aos Colossenses.
(Capítulos 305 a 325.)

Colossenses 2.6 | Portanto, assim como recebestes Cristo Jesus o Senhor, assim nele andai. | 305. Aprendamos quanto antes.

Colossenses 2.8 | Tomai cuidado para que ninguém vos escravize por vãs e enganosas especulações da “filosofia”, segundo a tradição dos homens, segundo os elementos do mundo, e não segundo Cristo. | 306. Em honra da liberdade.

Colossenses 3.2 | Pensai nas coisas do Alto, e não nas da Terra. | 307. Guardemos saúde mental.

Colossenses 3.8 | Mas agora abandonai tudo isto: ira, exaltação, maldade, blasfêmia, conversa indecente. | 308. Não é só.

Colossenses 3.12 | Portanto, como eleitos de Deus, santos e amados, revesti-vos de sentimentos de compaixão, de bondade, humildade, mansidão, longanimidade. | 309. Na intimidade do ser.

Colossenses 3.13 | Suportando-vos uns aos outros e perdoando-vos mutuamente, se alguém tem motivo de queixa contra o outro; como o Senhor vos perdoou, assim também fazei vós. | 310. Na seara do auxílio. | 311. Aprendamos com Jesus.

Colossenses 3.14 | Mas sobre tudo isso, revesti-vos da caridade, que é o vínculo da perfeição. | 312. Com amor.

Colossenses 3.15 | E reine nos vossos corações a paz de Cristo, à qual fostes chamados em um só corpo. E sede agradecidos. | 313. Doentes em casa. | 314. Paz indestrutível. | 315. Agradecer.

Colossenses 3.16 | A palavra de Cristo habite em vós ricamente […]. | 316. Ricamente. | 317. Palavra e construção.

Colossenses 3.17 | E tudo o que fizerdes de palavra ou ação, fazei-o em nome do senhor Jesus, por ele dando graças a Deus, o Pai. | 318. Na palavra e na ação. | 319. Operemos em Cristo.

Colossenses 3.23 | Em tudo que fizerdes ponde a vossa alma, como para o Senhor e não para homens. | 320. Perante Jesus.

Colossenses 4.2 | Perseverai na oração, vigilantes, com ação de graças […] | 321. Oração.

Colossenses 4.3 | Orando por nós também ao mesmo tempo, para que Deus nos abra uma porta à Palavra […] | 322. A porta da palavra.

Colossenses 4.6 | A vossa palavra seja sempre agradável, temperada com sal, de modo que saibais como convém responder a cada um. | 323. Responder.

Colossenses 4.16 | Depois que esta carta tiver sido lida entre vós, fazei-a ler também na igreja de Laodiceia. Lede vós também a que escrevi aos de Laodiceia. | 324. Cartas espirituais.

Colossenses 4.18 | […] Lembrai-vos das minhas prisões […] | 325. Saibamos lembrar.


Cartas aos Tessalonicenses.

Introdução à Primeira Carta aos Tessalonicenses: Saulo Cesar Ribeiro da Silva.


Comentários à Primeira Carta aos Tessalonicenses.
(Capítulos 326 a 348.)

1 Tessalonicenses 4.4 | Que cada qual saiba tratar a própria esposa com santidade e respeito. | 326. O vaso.

1 Tessalonicenses 4.9 | Não precisamos vos escrever sobre o amor fraterno; pois aprendestes pessoalmente de Deus a amar-vos mutuamente. | 327. O justo remédio. | 328. Sentimentos fraternos.

1 Tessalonicenses 4.11 | Empenhai a vossa honra em levar vida tranquila, ocupar-vos dos vossos negócios e trabalhar com vossas mãos, conforme as nossas diretrizes. | 329. Orientação. | 330. Vivamos calmamente.

1 Tessalonicenses 5.6 | Portanto, não durmamos, a exemplo dos outros; mas vigiemos e sejamos sóbrios. | 331. Sobriedade.

1 Tessalonicenses 5.8 | […] sejamos sóbrios, revestidos da couraça da fé e da caridade, e do capacete da esperança da salvação. | 332. Capacete da Esperança | 333. Couraça da Caridade.

1 Tessalonicenses 5.9 | Portanto, não nos destinou Deus para a ira, mas sim para alcançarmos a salvação, por nosso Senhor Jesus Cristo. | 334. Na obra de salvação.

1 Tessalonicenses 5.13 | Tende para com eles amor especial, por causa do seu trabalho. Vivei em paz uns com os outros. | 335. Pelas obras. | 336. No sustento da paz. | 337. Tenhamos paz.

1 Tessalonicenses 5.16 | Alegrai-vos sempre. | 338. Regozijemo-nos sempre. | 339. Confiemos alegremente.

1 Tessalonicenses 5.18 | Por tudo dai graças; pois esta é a vontade de Deus a vosso respeito, em Cristo Jesus. | 340. Aprendamos a agradecer. | 341. Rendamos graças.

1 Tessalonicenses 5.19 | Não extingais o Espírito. | 342. Aprimoremos. | 343. Renovação necessária. | 344. Façamos luz espiritual.

1 Tessalonicenses 5.21 | Discerni tudo e ficai com que é bom. | 345. Palavra escrita. | 346. Por que desdenhas? | 347. Estudo e observação.

1 Tessalonicenses 5.25 | Orai por nós, irmãos. | 348. Intercessão.


Cartas aos Tessalonicenses.

Introdução à Segunda Carta aos Tessalonicenses: Saulo Cesar Ribeiro da Silva.


Comentários à Segunda Carta aos Tessalonicenses.
(Capítulos 349 a 352.)

2 Tessalonicenses 3.2 | E para que sejamos livres de homens ímpios e perversos; pois nem todos têm fé. | 349. Não é de todos.

2 Tessalonicenses 3.8 | […] trabalhando para não sermos pesados a nenhum de vós. | 350. Serviço.

2 Tessalonicenses 3.13 | Quanto a vós, irmãos, não vos canseis de fazer o bem. | 351. Renovação em amor. | 352. O bem é incansável.


Cartas a Timóteo.

Introdução às Cartas a Timóteo: Saulo Cesar Ribeiro da Silva.


Comentários à Primeira Carta a Timóteo.
(Capítulos 353 a 378.)

1 Timóteo 1.7 | Pretendendo passar por doutores da Lei, quando não sabem nem o que dizem e nem o que afirmam tão fortemente. | 353. Não entendem.

1 Timóteo 1.15 | Fiel é esta palavra e digna de toda aceitação: Cristo Jesus veio ao mundo para salvar os pecadores […] | 354. Salvar-se.

1 Timóteo 2.2 | Pelos reis e todos os que detêm a autoridade, a fim de que levemos uma vida calma e serena, com toda piedade e dignidade. | 355. No auxílio a todos.

1 Timóteo 2.8 | Quero, portanto, que os homens orem em todo lugar, erguendo mãos santas, sem ira e sem animosidade. | 356. Levantando mãos santas.

1 Timóteo 3.9 | Conservando o mistério da fé com consciência limpa. | 357. Consciência.

1 Timóteo 4.6 | Expondo estas coisas aos irmãos, serás bom servidor de Cristo Jesus, nutrido com as palavras da fé e da boa doutrina que tens seguido. | 358. Verbo e caminho.

1 Timóteo 4.7 | […] Exercita-te na piedade. | 359. Conquista da compaixão.

1 Timóteo 4.12 | Que ninguém despreze tua jovem idade. Quanto a ti, sê para os fiéis modelo na palavra, na conduta, na caridade, na fé, na pureza. | 360. Página do moço espírita-cristão.

1 Timóteo 4.14 | Não descuides do dom da graça que há em ti […] | 361. O teu dom.

1 Timóteo 4.15 | Desvela-te por estas coisas; nelas persevera, a fim de que a todos seja manifesto o teu progresso. | 362. Aproveitamento. | 363. Aprendamos, no entanto….

1 Timóteo 4.16 | Vigia a ti mesmo e a doutrina. Persevera nestas disposições porque, assim fazendo, salvarás a ti mesmo e aos teus ouvintes. | 364. Cuidado de si.

1 Timóteo 5.4 | […] aprendam primeiramente a exercer a piedade para com a própria família e a recompensar os seus progenitores; pois isto é agradável diante de Deus. | 365. Em família.

1 Timóteo 5.8 | Se alguém não cuida dos seus, e sobretudo dos da própria casa, renegou a fé e é pior do que um incrédulo. | 366. Parentes. | 367. Compaixão em família.

1 Timóteo 6.5 | Altercações intermináveis entre homens de espírito corrupto e desprovidos de verdade, supondo que a piedade é fonte de lucro. | 368. Discussões.

1 Timóteo 6.6 | A piedade é de fato grande fonte de lucro, mas para quem sabe se contentar. | 369. Piedade.

1 Timóteo 6.7 | Pois nós nada trouxemos para o mundo, nem coisa alguma dele podemos levar. | 370. Autolibertação. | 371. Nos problemas da posse.

1 Timóteo 6.8 | Se, pois, temos alimento e vestuário, contentemo-nos com isso. | 372. Estejamos contentes.

1 Timóteo 6.10 | Porque a raiz de todos os males é o amor ao dinheiro; por cujo desenfreado desejo alguns se afastaram da fé, e a si mesmos se afligem com muiltiplos tormentos. | 373. Dinheiro. | 374. Dinheiro e atitude.

1 Timóteo 6.12 | Combate o bom combate da fé, conquista a vida eterna […] | 375. Posse da vida.

1 Timóteo 6.19 | Estarão assim acumulando para si mesmos um belo tesouro para o futuro, a fim de obterem a verdadeira vida. | 376. No campo da vida | 377. Ante o mundo espiritual.

1 Timóteo 6.20 | Timóteo, guarda o depósito […] | 378. Guardar.


Cartas a Timóteo.

Introdução às Cartas a Timóteo: Saulo Cesar Ribeiro da Silva.


Comentários à Segunda Carta a Timóteo.
(Capítulos 379 a 403.)

2 Timóteo 1.6 | Por este motivo, exorto-te a reavivar o dom espiritual que Deus depositou em ti pela imposição das minhas mãos. | 379. No reino da alma. | 380. De alma desperta.

2 Timóteo 1.7 | Pois Deus não nos deu espírito de medo, mas um espírito de força, de amor e de sobriedade. | 381. Divinos dons. | 382. De ânimo forte.

2 Timóteo 1.13 | Toma por modelo as sãs palavras […] | 383. Conserva o modelo.

2 Timóteo 1.17 | Ao contrário, quando chegou a Roma, me procurou solicitamente até me encontrar. | 384. Procuremos.

2 Timóteo 2.2 | O que de mim ouviste na presença de muitas testemunhas, confia-o a homens fiéis, que sejam idôneos para ensiná-lo a outros. | 385. Pondera sempre.

2 Timóteo 2.6 | O agricultor que trabalha deve ser o primeiro a participar dos frutos. | 386. Remuneração espiritual. | 387. Lavradores.

2 Timóteo 2.7 | Entende o que eu digo, e o Senhor te dará compreensão em todas as coisas. | 388. Ante a lição.

2 Timóteo 2.11 | Fiel é esta palavra: Se com ele morremos, com ele viveremos. | 389. Testemunhos de Fé.

2 Timóteo 2.14 | Recorda todas estas coisas, atestando diante de Deus que é preciso evitar as discussões de palavras: elas não servem para nada, a não ser para a perdição dos que as ouvem. | 390. Palavra e vida.

2 Timóteo 2.15 | Procura apresentar-te a Deus como homem provado, trabalhador de que não tem de que se envergonhar […] | 391. Diante da Providência. | 392. Oportunidade e nós. | 393. Obreiros.

2 Timóteo 2.16 | Evita o palavreado vão e ímpio, já que os que o praticam progredirão na impiedade. | 394. Falatórios.

2 Timóteo 2.21 | Aquele, pois, que se purificar destes erros será vaso nobre, santificado, útil ao seu possuidor, preparado para toda boa obra. | 395. Purifiquemo-nos.

2 Timóteo 2.22 | Foge das paixões da mocidade. Segue a justiça, a fé, a caridade, a paz com aqueles que, de coração puro, invocam o Senhor. | 396. Mocidade.

2 Timóteo 2.24 | Ora, o servo do Senhor não deve brigar […] | 397. Evita contender.

2 Timóteo 3.12 | Aliás, todos os que quiserem viver com piedade em Cristo Jesus serão perseguidos. | 398. Sofrerá perseguições.

2 Timóteo 3.16 | Toda Escritura é inspirada por Deus e útil […] para instrução na justiça. | 399. Busquemos a luz.

2 Timóteo 4.5 | Tu, porém, sê sóbrio em tudo, suporta o sofrimento, faze o trabalho de evangelista, realiza plenamente teu ministério. | 400. Pontos do explicador espírita. | 401. Vigiando e orando.

2 Timóteo 4.7 | Combati o bom combate, terminei a minha carreira, guardei a fé. | 402. No bom combate.

2 Timóteo 4.21 | Procura vir antes do inverno […]. | 403. Inverno.


Carta a Tito.

Introdução à Carta a Tito: Saulo Cesar Ribeiro da Silva.


Comentários à Carta a Tito.
(Capítulos 404 a 412.)

Tito 1.15 | […] mas para os impuros e descrentes, nada é puro […] | 404. Guardemos o cuidado.

Tito 1.16 | Afirmam conhecer a Deus, mas negam-no com os seus atos, pois são abomináveis, desobedientes e incapazes para qualquer boa obra. | 405. Agir de acordo.

Tito 2.1 | Quanto a ti, fala do que pertence à sã doutrina. | 406. No campo do verbo. | 407. Nas trilhas da palavra. | 408. Tu, porém.

Tito 2.8 | Exprimindo-te numa linguagem digna e irrepreensível para que o adversário, nada tendo que dizer contra nós, fique envergonhado. | 409. Linguagem.

Tito 3.3 | Porque também nós antigamente éramos insensatos […] | 410. Entendamos servindo.

Tito 3.10 | Depois da primeira e da segunda admoestação, nada mais tens a fazer com um homem faccioso. | 411. Aconselhar.

Tito 3.14 | Todos os da nossa gente precisam aprender a praticar belas obras, de sorte que se torne aptos a atender às necessidades urgentes e, assim, não fiquem infrutíferos. | 412. Apliquemo-nos.


Carta a Filêmon.

Introdução à Carta a Filêmon: Saulo Cesar Ribeiro da Silva.


Comentários à Carta a Filêmon.
(Capítulos 413 a 416.)

Filêmon 1.14 | Entretanto, nada quis fazer sem teu consentimento, para que tua boa ação não fosse como que forçada, mas espontânea. | 413. Nos domínios do bem. | 414. Nos domínios da ação.

Filêmon 1.18 | E se ele te deu algum prejuízo, ou te deve alguma coisa, põe isso na minha conta. | 415. Por Cristo.

Filêmon 1.21 | Eu te escrevo certo da tua obediência e sabendo que farás ainda mais do que te peço. | 416. Obedeçamos.


Carta aos Hebreus.

Introdução à Carta aos Hebreus: Saulo Cesar Ribeiro da Silva.


Comentários à Carta aos Hebreus.
(Capítulos 417 a 468.)

Hebreus 1.2 | […] a quem constituiu herdeiro de todas as coisas, e pelo qual fez os séculos. | 417. O herdeiro do Pai.

Hebreus 1.11 | Eles perecerão, tu, porém, permanecerás; todos hão de envelhecer como um vestido. | 418. Transitoriedade.

Hebreus 3.4 | Toda casa, com efeito, tem o seu arquiteto; mas o arquiteto de tudo é Deus. | 419. Em nosso trabalho.

Hebreus 3.13 | Exortai-vos, antes, uns aos outros, dia após dia, enquanto ainda se disser “hoje”; para que ninguém de vós se endureça, seduzido pelo pecado. | 420. Hoje.

Hebreus 3.15 | Quanto se diz: Hoje, se lhe ouvirdes a voz, não endureçais vossos corações. | 421. Enquanto é hoje.

Hebreus 5.9 | E, levado à perfeição, se tornou para todos os que lhe obedecem princípio de salvação eterna. | 422. A quem obedeces?

Hebreus 5.13 | De fato, aquele que ainda se amamenta não pode degustar a doutrina da justiça, pois é criancinha! | 423. Meninos espirituais.

Hebreus 6.1 | Por isso, deixando de lado o ensinamento elementar sobre Cristo, elevemo-nos à perfeição adulta, sem ter que voltar aos artigos fundamentais: o arrependimento das obras mortas […] | 424. Avancemos além. | 425. No clima da corrigenda.

Hebreus 6.7 | Pois a terra que bebe a chuva que lhe vem abundante e produz vegetação útil aos cultivadores, receberá a bênção de Deus. | 426. Terra proveitosa.

Hebreus 6.9 | Mesmo falando assim, estamos convencidos de que vós, caríssimos, estais do lado bom, o da salvação. | 427. Os amados.

Hebreus 6.15 | Abraão foi perseverante e viu a promessa realizar-se. | 428. Esperar e alcançar. | 429. Aguardemos.

Hebreus 7.3 | Sem pai, sem mãe, sem genealogia, nem princípio de dias nem fim de vida! É assim que se assemelha ao Filho de Deus, e permanece sacerdote eternamente. | 430. Pergunta 285 do livro O Consolador.

Hebreus 7.7 | […] o inferior é abençoado pelo superior. | 431. Maioridade.

Hebreus 7.27 | […] Ele já o fez uma vez por todas, oferecendo-se a si mesmo. | 432. Oferendas.

Hebreus 8.10 | […] diz o Senhor: Porei minhas leis na sua mente, e as inscreverei no seu coração; e eu serei seu Deus, e eles serão meu povo. | 433. Em preparação.

Hebreus 8.11 | Ninguém mais ensinará o seu próximo, e nem o seu irmão, afirmando: “Conhece o Senhor!” Porque todos me conhecerão, do menor até o maior. | 434. No futuro.

Hebreus 10.6 | Holocaustos e sacrifícios pelo pecado não foram do teu agrado. | 435. Oração e renovação.

Hebreus 10.8 | Assim, ele declara, primeiramente: Sacrifícios, oferendas, holocaustos, sacrifícios pelo pecado, tu não os quiseste, e não te agradaram […] | 436. Compreendamos.

Hebreus 10.16 | […] Pondo as minhas leis nos seus corações e inscrevendo-as na sua mente. | 437. Estejamos certos.

Hebreus 10.24 | Velemos uns pelos outros para nos estimularmos à caridade e às boas obras. | 438. Necessidade do bem. | 439. Na execução do melhor. | 440. No exame recíproco.

Hebreus 10.32 | […] apenas havíeis sido iluminados, suportastes um combate doloroso. | 441. Lógica da Providência.

Hebreus 10.35 | Não percais, pois, a vossa segurança que tamanha recompensa merece. | 442. Não rejeites a confiança.

Hebreus 10.36 | De fato, é de perseverança que tendes necessidade, para cumprirdes a vontade de Deus e alcançardes o que ele prometeu. | 443. Guarda a paciência.

Hebreus 11.8 | Foi pela fé que Abraão, respondendo ao chamado, obedeceu e partiu para uma terra que devia receber como herança, e partiu sem saber para onde ia. | 444. Na grande romagem.

Hebreus 11.25 | Preferiu ser maltratado com o povo de Deus a gozar por um tempo do pecado. | 445. Por um pouco.

Hebreus 12.1 | Portanto, também nós, com tal nuvem de testemunhas ao nosso redor, rejeitando todo fardo e o pecado que nos envolve, corramos com perseverança para o certame que nos é proposto. | 446. Impedimentos I. | 447. Impedimentos II. | 448. As testemunhas.

Hebreus 12.4 | Vós ainda não resististes até o sangue em vosso combate contra o pecado! | 449. Em combate.

Hebreus 12.6 | Pois o Senhor educa a quem ama, e castiga a quem acolhe como filho. | 450. Corrigendas.

Hebreus 12.7 | É para a vossa correção que sofreis. Deus vos trata como filhos. Qual é, com efeito, o filho cujo pai não corrige?. | 451. Correções.

Hebreus 12.11 | Toda correção, com efeito, no momento não parece motivo de alegria, mas de tristeza. Depois, no entanto, produz naqueles que assim foram exercitados um fruto de paz e de justiça. | 452. Aceita a correção.

Hebreus 12.12 | Por isso, reeguei as mãos enfraquecidas e os joelhos trôpegos. | 453. Servir e marchar. | 454. Persiste e segue.

Hebreus 12.13 | Endireitai os caminhos para os vossos pés, a fim de que o que é manco não se extravie, mas antes seja curado. | 455. Intentar e agir.

Hebreus 12.15 | Vigiando atentamente para que ninguém seja faltoso, separando-se da graça de Deus. Nem haja raiz alguma da amargura que, brotando, vos perturbe e, por meio dela, muitos sejam contaminados. | 456. No trato comum. | 457. Amargura. | 458. Caminha alegremente.

Hebreus 12.28 | […] sirvamos a Deus de modo que lhe seja agradável, com submissão e temor. | 459. Reverência e piedade.

Hebreus 13.1 | O amor fraterno permaneça. | 460. Amor fraternal.

Hebreus 13.2 | Não vos esqueçais da hospitalidade, porque graças a ela alguns, sem saber, acolheram anjos. | 461. Hospitalidade.

Hebreus 13.4 | O matrimônio seja honrado por todos, e o leito conjugal, sem mancha; porque Deus julgará os fornicadores e os adúlteros. | 462. Matrimônio.

Hebreus 13.5 | Que o amor ao dinheiro não inspire a vossa conduta. Contentai-vos com o que tendes, porque ele próprio disse: Eu nunca te deixarei, jamais te abandonarei. | 463. Na senda escabrosa. | 464. No bem de todos.

Hebreus 13.9 | […] É bom que o coração seja fortificado pela graça e não por alimentos, os quais nunca foram de proveito para aqueles que disso fazem uma questão de observância. | 465. Nutrição espiritual.

Hebreus 13.10 | Temos um altar […] | 466. Altar íntimo.

Hebreus 13.14 | Porque não temos aqui cidade permanente, mas estamos à procura da cidade que está para vir. | 467. Em peregrinação.

Hebreus 13.24 | Saudai todos os vossos dirigentes e todos os santos […] | 468. Louvemos o bem.


Relação dos comentários por ordem alfabética: (Vide: Índice geral das lições do Testamento Xavieriano.) | Índice geral por temas: (Vide: Índice Temático.) | Consulte também as várias seções dos Estudos Espíritas.



[1] Os sinais de dois pontos (:) que separam os capítulos dos versículos nas citações bíblicas deste livro impresso, aqui foram substituídos pelo ponto simples (.) em favor dos aplicativos de leitura digital em voz alta, que interpretam, por padrão, o duplo ponto entre números como citação de hora e minuto. (Nota do compilador.)


[2] O texto do versículo está entre aspas porque a fala é dos coríntios, que enviaram uma carta a Paulo, contendo uma série de afirmações que Paulo contesta, explica ou esclarece na presente epístola. Neste caso específico, a resposta de Paulo é: “Mas o corpo não é para a fornicação e, sim, para o Senhor, e o Senhor é para o corpo.” Ver 1 Coríntios, 6.13. (Nota do organizador.)


[3] A maioria das traduções, na época de elaboração do comentário, trz como complemento “e no vosso espírito”. Os textos gregos críticos atuais, bem como as traduções mais recentes, não trazem essa parte. A carta de Paulo deixa claro que a questão posta pelos membros da comunidade de Corinto era em relação ao uso do corpo, não havendo dúvida quanto à necessidade de glorificar a Deus em espírito. (Nota do organizador.)


[4] O texto entre aspas é fala dos membros da comunidade de Corinto. Paulo transcreve na carta a afirmação e a contrapõe. (Nota do organizador.)


[5] A palavra que está nos textos gregos é αἱρέσεις (háiresis) que deu origem a heresia. Essa palavra traz um conjunto de significados dogmáticos, que afasta o seu sentido primordial, que indicava divisão, cisão, separação. As traduções disponíveis à época da elaboração do comentário traziam heresia, contudo, as traduções atuais trazem o termo cisão, que melhor corresponde ao sentido primitivo do termo. Optamos por manter a tradução mais recente do versículo, a fim de que o leitor possa considerar esse aspecto na leitura do comentário. (Nota do organizador.)


[6] Paulo cita provavelmente o poeta Menandro (342 a.C - 292 a.C), razão pela qual a frase está entre aspas. (Nota do organizador.)


Citação parcial para estudo, de acordo com o artigo 46, item III, da Lei de Direitos Autorais..

.

Abrir