Bíblia do Caminho Testamento Xavieriano

Evolução em dois mundos. — André Luiz. — F. C. Xavier / Waldo Vieira. ©


Índice

Conceitos de Allan Kardec designados pelo autor espiritual.

Anotação: Emmanuel.

Nota ao Leitor: André Luiz.


PRIMEIRA PARTE.

1. Fluido Cósmico: 1. Plasma divino. | 2. Co-criação em plano maior. | 3. Impérios estelares. | 4. Nossa galáxia. | 5. Forças atômicas. | 6. Luz e calor. | 7. Co-criação em plano menor.

2. Corpo Espiritual: 1. Retrato do corpo mental. | 2. Centros vitais. | 3. Centro coronário. | 4. Estrutura mental das células. | 5. Centros vitais e células. | 6. Exteriorização dos centros vitais. | 7. Corpo espiritual depois da morte.

3. Evolução do Corpo Espiritual: 1. Primórdios da Vida. | 2. Nascimento do Reino Vegetal. | 3. Formação das algas. | 4. Dos artrópodos aos dromatérios e anfitérios. | 5. Faixas inaugurais da Razão. | 6. Elos desconhecidos da Evolução. | 7. Evolução no Tempo.

4. Automatismo e Corpo Espiritual: 1. Automatismo fisiológico. | 2. Atividades reflexas do Inconsciente. | 3. Teoria de Descartes. | 4. Automatismo e herança. | 5. Evolução e princípios cosmocinéticos. | 6. Gênese dos órgãos psicossomáticos. | 7. Trabalho da Inteligência.

5. Células e Corpo Espiritual: 1. Princípios inteligentes rudimentares. | 2. Formas das células. | 3. Motores elétricos microscópicos. | 4. O todo indivisível do organismo. | 5. Automatismo celular. | 6. Efeitos do automatismo. | 7. Fenômenos explicáveis.

6. Evolução e Sexo: 1. Aparecimento do sexo. | 2. Bactéria diferenciada. | 3. As algas verdes. | 4. Concentrações fluídico-magnéticas. | 5. Filtros de transformismo. | 6. Descendência e seleção. | 7. Genealogia do Espírito.

7. Evolução e Hereditariedade: 1. Princípio inteligente e hereditariedade. | 2. Fatores da hereditariedade. | 3. Arquivo dos reflexos condicionados. | 4. Construção do destino. | 5. Hereditariedade e afinidade. | 6. Geometria transcendente. | 7. Hereditariedade e conduta.

8. Evolução e Metabolismo: 1. Suprimentos da vida. | 2. Fases progressivas do metabolismo. | 3. Excitações químicas. | 4. Administração do metabolismo. | 5. Acumulações de energia espiritual. | 6. Impulsos determinantes da mente. | 7. Metabolismo do corpo e da alma.

9. Evolução e Cérebro: 1. Formação do mundo cerebral. | 2. Girencefalia e lissencefalia. | 3. Fator de fixação. | 4. Reflexos-tipos. | 5. Formação dos sentidos. | 6. Visão e audição. | 7. Microcosmo prodigioso.

10. Palavra e Responsabilidade: 1. Linguagem animal. | 2. Intervenções espirituais. | 3. Mecanismo da palavra. | 4. Linguagem convencional. | 5. Pensamento contínuo. | 6. Luta evolutiva. | 7. Nascimento da responsabilidade.

11. Existência da Alma: 1. Evolução morfológica e moral. | 2. Noção do Direito. | 3. Consciência desperta. | 4. A larva e a criança. | 5. Metamorfose do inseto. | 6. “Histogênese espiritual”. | 7. Desencarnação do Espírito. | 8. Continuação da existência.

12. Alma e Desencarnação: 1. Metamorfose e desencarnação. | 2. Além da histogênese. | 3. O selvagem desencarnado. | 4. Monoideísmo e reencarnação. | 5. Forma carnal. | 6. Desencarnação natural. | 7. Revisão das experiências. | 8. Lei de Causa e Efeito.

13. Alma e Fluidos: 1. Fluidos em geral. | 2. Fluido vivo. | 3. Vida na Espiritualidade. | 4. Esferas espirituais. | 5. Centros encefálicos. | 6. Reflexão das ideias. | 7. Inteligência artesanal. | 8. Plasma criador da mente.

14. Simbiose Espiritual: 1. Sustento do princípio inteligente. | 2. Início da “mentossíntese”. | 3. Simbiose útil. | 4. Simbiose exploradora. | 5. Simbiose das mentes. | 6. Histeria e psiconeurose. | 7. Outros processos simbióticos. | 8. Ancianidade da simbiose espiritual.

15. Vampirismo Espiritual: 1. Parasitismo nos reinos inferiores. | 2. Transformações dos parasitas. | 3. Transformações dos hospedeiros. | 4. Obsessão e vampirismo. | 5. “Infecções fluídicas”. | 6. “Parasitas ovóides”. | 7. Parasitismo e reencarnação. | 8. Terapêutica do parasitismo da alma.

16. Mecanismos da Mente: 1. Alma e corpo. | 2. Secção da medula. | 3. Recuperação dos reflexos. | 4. Importância da encefalização. | 5. Descorticação animal. | 6. Sincronia de estímulos. | 7. Mecanismo do monoideísmo. | 8. Zonas purgatoriais.

17. Mediunidade e Corpo Espiritual: 1. Aura humana. | 2. Mediunidade inicial. | 3. Sono e desprendimento. | 4. Aspectos do desprendimento. | 5. Mediunidade espontânea. | 6. Formação da Mitologia. | 7. Função da Doutrina Espírita. | 8. Mediunidade e vida.

18. Sexo e Corpo Espiritual: 1. Hermafroditismo e unissexualidade. | 2. Hermafroditismo potencial. | 3. Ação dos hormônios. | 4. Origem do instinto sexual. | 5. Evolução do amor. | 6. Poligamia e monogamia. | 7. Alimento espiritual. | 8. Enfermidades do instinto sexual.

19. Alma e Reencarnação: 1. Depois da morte. | 2. Conceito de inferno. | 3. “Sementes de destino”. | 4. Reencarnações especiais. | 5. Reencarnação e evolução. | 6. Particularidades da reencarnação. | 7. Restringimento do corpo espiritual. | 8. Corpo físico.

20. Corpo Espiritual e Religiões: 1. Responsabilidade e consciência. | 2. Atividade religiosa. | 3. Enxerto revitalizador. | 4. Religião egipciana. | 5. Missão de Moisés. | 6. Os Dez Mandamentos. | 7. Jesus e a Religião. | 8. Revivescência do Cristianismo.


SEGUNDA PARTE. — PERGUNTAS E RESPOSTAS.

1. Alimentação dos desencarnados: Como se verifica a alimentação dos Espíritos desencarnados?

2. Linguagem dos desencarnados: Como se caracteriza a linguagem entre os Espíritos?

3. Corpo espiritual e volitação: 1. Podemos receber alguma informação sobre a volitação do corpo espiritual? — 2. Como entendermos a mente em si, individualizada e operante, se as células do corpo espiritual têm vida própria como as do corpo físico? — 3. Quais os mecanismos das alterações de cor, densidade, forma, locomoção e ubiquidade do corpo espiritual? — 4. Em que condições o corpo espiritual de um desencarnado sofrerá compressões, escoriações ou ferimentos? — 5. Qual é a ordem de formação dos centros vitais pelo princípio inteligente no seu corpo espiritual? — 6. Como se processa a exteriorização dos centros vitais? — 7. Qual a importância da relação existente entre o baço e o centro esplênico, se o baço pode ser extirpado sem maiores prejuízos à continuação da existência do encarnado? — 8. Como compreenderemos a situação dos centros vitais no caso dos “ovóides”?

4. Linhas morfológicas dos desencarnados: A que diretrizes obedecem as entidades desencarnadas para se apresentarem morfologicamente?

5. Apresentação dos desencarnados: 1. Que princípios regem a apresentação dos Espíritos desencarnados aos médiuns humanos? — 2. Como interpretaremos a existência de roupas, calçados e peças protéticas nas entidades desencarnadas se tais petrechos são inanimados, não sendo dirigidos de modo direto pela mente?

6. Justiça na Espiritualidade: Como atua o mecanismo da Justiça no Plano Espiritual?

7. Vida social dos desencarnados: Como se apresenta a vida social dos Espíritos desencarnados?

8. Matrimônio e divórcio: Poderíamos receber algumas noções acerca do matrimônio, bem como do divórcio no Plano Físico, examinados espiritualmente?

9. Separação entre cônjuges espirituais: Ocorre separação entre cônjuges espirituais?

10. Disciplina afetiva: Em que bases se verifica a disciplina afetiva nas sociedades espirituais das Esferas Superiores?

11. Conduta afetiva: Qual é a conduta afetiva entre as almas enobrecidas?

12. Diferenciação dos sexos: Como se iniciou a diferenciação dos sexos?

13. Gestação frustrada: Como compreenderemos os casos de gestação frustrada quando não há Espírito reencarnante para arquitetar as formas do feto?

14. Aborto criminoso: 1. Reconhecendo-se que os crimes do aborto provocado criminosamente surgem, em esmagadora maioria, nas classes mais responsáveis da comunidade terrestre, como identificar o trabalho expiatório que lhes diz respeito, se passam quase totalmente despercebidos da justiça humana? — 2. Para melhorar a própria situação que deve fazer a mulher que se reconhece, na atualidade com dívidas no aborto provocado, antecipando-se, desde agora, no trabalho da sua própria melhoria moral, antes que a próxima existência lhe imponha as aflições regenerativas?

15. Passe magnético: 1. Como podemos encarar o passe magnético no campo espírita, do ponto de vista da medicina humana? — 2. Qual a velocidade da emissão fluídica de um passe?

16. Determinação de sexo: Como devemos encarar a possibilidade de a ciência humana patrocinar a determinação de sexo no início da gestação?

17. Desencarnação: 1. Podemos considerar a desencarnação da alma, em plena infância, como sendo uma punição das Leis Divinas, na maioria das vezes? — 2. Há casos de desencarnação estando o Espírito desdobrado, por exemplo, nas zonas umbralinas e o corpo em estado comatoso? — 3. Os Espíritos encarnados que sofreram desequilíbrio mental de alta expressão voltam imediatamente à lucidez espiritual após a desencarnação?

18. Evolução e destino: 1. O mal está determinado no conteúdo do nosso destino? — 2. Qual a relação percentual de tempo existente entre os estágios que o Espírito de elevação mediana vive como encarnado e como desencarnado? — 3. Poderíamos identificar algum elo da evolução que existe no Plano Extrafísico e que é desconhecido na Terra? — 4. Ainda, na atualidade, os Instrutores Espirituais intervêm na melhoria das formas evolutivas inferiores nas quais o princípio inteligente estagia? — 5. Dentre todos os animais superiores, abaixo do homem, qual é o detentor de mais dilatadas ideias fragmentos?

19. Predisposições mórbidas: 1. Como apreendermos a existência das predisposições mórbidas do corpo espiritual? — 2. Como pode o débil mental comandar a renovação celular do seu corpo físico? — 3. Existem “parasitas ovóides” vampirizando desencarnados? — 4. Como entenderemos o mecanismo de atuação da Justiça Superior nos casos de endemias rurais, em que populações inteiras são assoladas periodicamente pelas mesmas doenças? — 5. No estado comatoso, onde se encontra o psicossoma do enfermo? Junto ao corpo físico ou afastado dele? — 6. Quais os principais métodos usados na Espiritualidade para o tratamento das lesões do corpo espiritual?

20. Invasão microbiana: A invasão microbiana está vinculada a causas espirituais?



A convite do Espírito André Luiz, os médiuns Francisco Cândido Xavier e Waldo Vieira receberam os textos deste livro em noites de domingos e quartas-feiras, respectivamente nas cidades de Pedro Leopoldo e Uberaba, Estado de Minas Gerais. — (Nota dos médiuns.)


Citação parcial para estudo, de acordo com o artigo 46, item III, da Lei de Direitos Autorais.

.

Abrir