Bíblia do Caminho Testamento Xavieriano

Chico Xavier — Mandato de amor — Autores diversos — 2ª Parte


20


“Na atualidade”

1 Viveis a extravagância e a decadência,

O pesadelo esdrúxulo e profundo

Do tempo em que o Direito moribundo

Sofre o insulto da força e da violência.


2 Toda a carne é ilusão, treva e falência,

Só o Espírito altíssimo e fecundo

É a suprema dinâmica do mundo,

Força renovadora da existência.


3 Ante o assombro da “túnica pretexta”,

Volve o instinto famélico da besta,

Que, de novo, no mundo, engendra a guerra;


4 Sempre Caim, no escárnio, dominando,

A comandar, no vórtice nefando,

O turbilhão de lágrimas da Terra!


Augusto dos Anjos



(Soneto psicografado pelo médium Francisco Cândido Xavier, em reunião da União Espírita Mineira, em 20 de agosto de 1939.)


Citação parcial para estudo, de acordo com o artigo 46, item III, da Lei de Direitos Autorais.

.

Abrir