Bíblia do Caminho Antigo Testamento

Habacuque    † 

(Vulgatæ Editionis)

CAPÍTULO 3

(Versículos e sumário)

3 ORAÇÃO DO PROFETA HABACUC, PELAS IGNORÂNCIAS.

2 Senhor, eu ouvi a tua palavra e temi. Senhor, pelo que toca à tua obra, vivifica-a cumprindo-a no meio dos anos. No meio dos anos, tu a farás notória. Quando estiveres irado, tu te lembrarás da tua misericórdia.

3 Deus virá do Meio-dia, e o santo aparecerá do monte de Faran; a sua glória cobriu os céus; e do seu louvor está cheia a terra.

4 O seu resplendor será como a luz; das suas mãos sairão raios de glória;  n aí é que a sua fortaleza está escondida;

5 A morte irá diante da sua face, e o diabo sairá diante dos seus pés.

6 Ele parou, e mediu a terra. Olhou, e corrompeu as gentes; e foram reduzidos em pó os montes do século. Os outeiros do mundo se encurvaram pelos caminhos da sua eternidade.

7 Eu vi as tendas da Etiópia armadas por causa da iniquidade, os pavilhões da terra de Madian se verão turbados.

8 Acaso é contra os rios, Senhor, que tu estás irado? Ou é contra os rios o teu furor? Ou é contra o mar a tua indignação? Tu que montarás sobre os teus cavalos; e as tuas carroças são a nossa salvação.

9 Tu infalivelmente suscitarás o teu arco. Tu cumprirás as promessas com juramento que fizeste às tribos. Tu dividirás os rios da terra!

10 Os montes te viram, e ficaram transpassados de dor; o tragadouro das águas passou. O abismo fez ouvir a sua voz; a profundidade levantou as suas mãos.

11 O sol e a lua pararam no seu curso, eles marcharão à luz das tuas setas, ao resplendor da tua fulgurante lança.

12 Tu no teu bramir pisarás aos pés a terra; no teu furor espantarás as gentes.

13 Tu saíste para salvação do teu povo; para o salvar com o teu Cristo. Tu feriste o chefe da família do ímpio; tu fizeste aparecer os fundamentos da sua casa até o pescoço.

14 Tu amaldiçoaste os seus cetros, o chefe dos seus guerreiros, que vinham como um torvelinho para me destruírem. A exultação daqueles é como a do que devora o pobre em segredo.

15 Tu abriste um caminho aos teus cavalos no mar, ao través do lodo que se acha no fundo das grandes águas.

16 Eu ouvi, e as minhas entranhas se comoveram; os meus lábios tremeram à tua voz. Entre a podridão até os meus ossos, e ela me consuma por dentro, para que eu descanse no dia da tribulação; para que eu suba ao nosso povo apercebido.

17 Porque a figueira não florescerá; e as vinhas não deitarão os seus gomos. Faltará o fruto da oliveira; e os campos não darão de comer. As ovelhas serão apartadas do aprisco; e não haverá bois nos presépios.

18 Eu porém me gozarei no Senhor; e exultarei no Deus meu salvador.

19 O Senhor Deus é a minha fortaleza; e ele fará os meus pés como os dos veados; e ele vencedor me conduzirá sobre os meus altos, cantando eu salmos em seu obséquio.



[1] Nos originais do Padre Figueiredo, tanto em latim como em português, o final do 4º versículo está no começo do 5º, fizemos a alteração para se conformar com as atuais versões da Bíblia.

Há imagens desse capítulo, visualizadas através do Google - Pesquisa de livros, nas seguintes bíblias: Padre Antonio Pereira de Figueiredo edição de 1828 | Padre João Ferreira A. d’Almeida, edição de 1850 | A bíblia em francês de Isaac-Louis Le Maistre de Sacy, da qual se serviu Allan Kardec na Codificação. Veja também: Hebrew - English Bible — JPS 1917 Edition; La Bible bilingue Hébreu - Français — “Bible du Rabbinat”, selon le texte original de 1899; Parallel Hebrew Old Testament by John Hurt.


.

Abrir